23 dezembro 2005

SIGNO, SIGNIFICANTE, SIGNIFICADO


Outro dia, eu estava andando em direção ao metrô Vila Matilde (próximo da minha casa) quando, ao virar uma esquina, me deparei com três crianças (nenhuma delas com mais de dez anos de idade, creio). Cada uma segurava uma pipa recém-comprada, nas mãos. O que chamou minha atenção para este fato é que uma destas pipas estampava a suástica nazista. Fiquei perplexo. Se não bastasse, ouvi de um dos garotos, que apontava para a tal pipa: "- Essa é que é da hora...". Segui meu caminho. Toda a cena não durou mais que vinte segundos; na minha mente, a tarde inteira.
Conversei sobre o que vi, com dois colegas de trabalho. Ouvi do mais experiente que eu deveria ter alertado os garotos de que aquele símbolo havia sido usado em guerra, trazendo muita morte, inclusive de crianças. Em contrapartida, para a colega mais nova, "aquela era apenas mais uma pipa para as crianças, pois as mesmas não sabiam (e é melhor que nem saibam) o que representou a suástica para a história da humanidade".
Em comum, ambos repudiaram o fabricante e o vendedor deste "brinquedo".
Surpreso, impotente e omisso foi como senti-me naquela tarde.

Wallace

2 Comments:

Blogger Lucio Almeida® said...

Acho que por mais que as crianças não soubessem o que significa o simbolo, ele tem seu significado...
seria realmente maravilhoso se ninguém soubesse o significado, ou melhor, que ele não tivesse esse significado.
Mas mesmo vc sabendo ou não que tal ou tal simbolo tem tal ou tal significado, usar camisas, bonés ou até mesmo pipas se torna um apologia indireta...
por isso informar as crianças sobre esse detalhe muito importante, pra mim seria o correto. Mas não sei qual seria minha reação em um caso real...

26 dezembro, 2005 02:06  
Blogger André, o Zani nas alturas. said...

Olá, Teia.
Olá, Lucio Almeida.

Estava pesquisando sobre Gestalt na internet e encontrei esses posts de 2005 de vocês dois sobre a suástica.
Depois de ler suas publicações e refletir sobre o que vocês escreveram, resolvi esclarecê-los sobre algumas coisas, mesmo que tão tardiamente.
A primeira delas é que nossas crianças, mesmo com oito anos de idade, são bem capazes de entender a diferença entre bem e mal e suas diversas representações, simbólicas ou não. Então, esclarecê-las sobre o uso de símbolos, cores, roupas, adereços, etc. nunca será em vão, pois entenderão plenamente as consequências. Quanto mais claras ficarem essas consequências para elas, melhor julgamento farão e, podem ter certeza (por experiência própria), que tomarão atitudes surpreendentemente positivas, mesmo diante de uma pressão coletiva de sua turma.
A segunda é sobre o significado da suástica. Antes de discorrer sobre ele, relato um episódio em que estive visitando a cidade de Ipameri, no Estado de Goiás, e lá encontrei as ruínas de uma das primeiras (senão A primeira) usinas hidrelétricas do Centro-Oeste. Surpreendentemente, embora não estivesse em funcionamento, o gerador da usina estava perfeitamente conservado e, qual não foi minha surpresa ao encontrar a suástica gravada em relevo. Então também observei o nome da empresa logo embaixo, junto com o ano de sua fundação, bem nos primórdios do século 20, antes mesmo da 1a GGM.
Então resolvi pesquisar e entender como aquele símbolo foi parar ali.
E aqui vai o desfecho do segundo esclarecimento: esse símbolo é muito antigo e tem muitos significados, muitos deles míticos, e historiadores têm atribuído sua origem aos indus.
Um deles é o do "moto continuum" ou movimento perpétuo, que se encaixou perfeitamente para mim naquele gerador daquela antiga hidrelétrica. Esse mesmo significado, para alguns historiadores, foi utilizado pelos nazistas originais como forma de dizer que o movimento não seria mais interrompido e que o nazismo dominaria todo o mundo e perduraria eternamente. Hitler, no entanto e segundo alguns historiadores, tomando conhecimento de seus significados míticos e fazendo uso de sua impressionante e pessimamente usada habilidade eloquente, atribui essa cruz gamada, um significado anti-semita. Assim, ficou gravado na mente de todos os alemães nazistas e, certamente, em boa parte das pessoas do planeta, esse significado pejorativo.
Bom, espero ter contribuído de alguma forma sobre essa discussão tão velha (rsrs), mas não podia deixar de publicar.
Saudações.

18 outubro, 2011 12:19  

Postar um comentário

<< Home